Você já notou que, quando o clima está mais quente e úmido, as pessoas ficam mais indispostas e menos produtivas? Pois, na agroindústria, isso também acontece. Até que o leite chegue na prateleira do supermercado, há um longo e demorado caminho a percorrer, e as condições do estábulo onde os animais que produzem o leite estão interferem diretamente neste processo.

Portanto, assegurar que os animais tenham boas condições de ventilação ajuda a melhorar o volume e qualidade da sua produção leiteira. E, com o crescente aquecimento global, isso vem se tornando cada vez mais relevante.

Estudos Espaciais da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) mostram que, este ano, em relação ao que foi registrado no século XIX, houve um aumento médio global da temperatura de 1,38ºC — um nível perigosamente próximo do limite previsto (1,5ºC) pelo Acordo de Paris (tratado aprovado em dezembro de 2015).

Portanto, neste post você poderá confira as principais vantagens da ventilação industrial para a agroindústria. Continue lendo e confira!

Contrariar as pesquisas

Diversos estudos comprovam como altas temperaturas interferem na produção de leite e na saúde dos animais. Um estudo israelense intitulado Heat stress management in Israel que, em tradução livre, pode ser entendido como Gestão do estresse de calor em Israel mostra, por exemplo, como o calor prejudica o bem-estar dos animais e reduz em cerca de 30% a produção de leite.

Nesse sentido, é muito importante investir em um sistema de climatização para contrariar tais estatísticas e mostrar que existem outros caminhos possíveis. Aliás, esse mesmo estudo pode ser adaptado à realidade brasileira, principalmente porque o clima quente é predominante no país. A pesquisa mostra que um sistema de ventilação industrial pode evitar o desgaste dos animais e as dificuldades relacionadas à baixa produção.

Atuar na origem do problema

Investir em uma tecnologia que permita uma uniformidade nas condições climáticas do estábulo é atuar diretamente na origem do problema. Ainda assim, muitos produtores ainda não fizeram as contas de quanto esse investimento vale à pena em termos de produção, e são relutantes na implantação de um sistema de ventilação industrial.

Entretanto, o contexto atual do setor mostra que a disponibilidade de áreas de pastagens é cada vez menor, e que uma instalação climatizada para gado pode ser uma boa alternativa. Principalmente para propriedades de médio e grande porte, esse sistema pode resolver o problema com a disponibilidade de espaço e com o bem-estar dos animais, contribuindo para um aumento de produção.

Reduzir as perdas

A redução da produção leiteira vem a reboque de outros tantos problemas que um clima inadequado pode trazer aos animais, deixando-os mais susceptíveis a pragas e vulneráveis em diversos aspectos. Inclusive, a variação do clima nos estábulos também pode alterar o humor dos animais, deixando-os mais ariscos e dificultando a interação com os tratadores.

Então, para a agroindústria, um sistema de ventilação industrial — seja com ventiladores, climatizadores ou exaustores — pode reduzir as perdas financeiras relacionadas à baixa-produção de leite. E esses custos podem ser diretos ou indiretos, como os custos dos tratadores, por exemplo.

Aumentar a produtividade

De fato, reduzir as perdas é essencial, mas não é o bastante — é preciso também aumentar os ganhos. E, nesse sentido, a produtividade da fazenda também pode ser gradualmente aumentada com o uso de sistemas de ventilação industrial.

Quanto a isso, quando se oferece aos animais ambiente de criação onde o clima é estável e agradável, há redução no desgaste que eles têm com a adaptação às condições externas variáveis.

Em 2015, foi registrada queda no consumo de leite no Brasil. De acordo com a Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag), nos últimos anos, 20% dos produtores abandonaram a atividade por falta de incentivos e boa remuneração.

Diante disso, os produtores buscam formas de se destacarem no mercado e investem em alternativas que visem ao comércio exterior. E, para que essa estratégia seja efetiva, os produtores precisam buscar alternativas tecnológicas que auxiliem e contribuam para o aumento da produtividade.

Apresentar um diferencial competitivo no mercado

Nos EUA, o uso de climatizadores industriais já é uma tendência. Lá, o número de propriedades leiteiras com mais de 500 animais aumentou, na última década, mais de 21% — passando de 2795 fazendas em 2001 para 3400 em 2010. Justamente por isso, os produtores estão investindo em novos conceitos de alojamento de animas que se mostram mais adequados aos anseios do mercado.

No Brasil, por outro lado, a busca por estábulos climatizados ainda é uma tendência a ser explorada como um diferencial competitivo. Além de essa ser uma alternativa viável em escala industrial, ela possibilita o controle de insetos, produz fluxo de ar que passa por entre os animais deitados no free-stall e reduz a distância entre a área de ordenha e a sala de descanso.

Profissionalização desse sistema

Por fim, ter um sistema de climatização industrial em sua fazenda pode ser um grande diferencial, mas ainda é preciso investir em uma empresa que ofereça um serviço profissional e sério.

Quanto a isso, existem inúmeras legislações que controlam questões relativas às temperaturas dos ambientes e também ao armazenamento dos animais que precisam ser rigorosamente observadas. Portanto, ter uma equipe que observe a legislação, e que ofereça soluções viáveis e embasadas impede que a sua empresa pague multas por inadequação.

Outra questão importante é o respeito ao ecossistema como um todo. Como sabemos, as temperaturas têm aumentado a cada ano, e as expectativas em relação ao aquecimento global não são as melhores. Diante disso, ter um sistema de climatização resolve o seu problema no ambiente interno, mas também deve contribuir para as questões climáticas como um todo — e a empresa precisa ter preocupações ambientais que impactem diretamente em suas soluções e operação.

Por tudo isso, recorrer a uma empresa que busque alternativas sustentáveis, respeitando toda a cadeia ecológica, é uma importante escolha. Afinal, sua fazenda faz parte de um grande conjunto, composto por diversos recursos naturais que precisam ser bem aproveitados e preservados. Portanto, é preciso investir em um sistema sustentável em todos os aspectos, e que estimule a todos que fazem parte da cadeia a serem mais econômicos e responsáveis.

E aí, gostou do post? Aproveite para conhecer também um pouco mais sobre sistemas de ventilação industrial e forme a sua opinião acerca dessa tecnologia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *