Quem não conhece aquela velha máxima que diz que a segunda-feira é o dia internacional da preguiça? 

Mas apesar do mito popular em torno deste dia, há outros aspectos que influenciam bem mais na produtividade do trabalho.

Você sabia que, independentemente de quanto tempo falte para o fim de semana, sua disposição e rendimento profissional estão diretamente relacionados à temperatura do ambiente profissional?

Uma temperatura muito quente dá uma sensação de preguiça, enquanto um ambiente de trabalho muito frio pode diminuir a atenção dos seus colaboradores.

Quer melhorar o desempenho dos funcionários e aumentar a produtividade no trabalho

No post de hoje, explicamos como a influência da temperatura age na sua indústria. Continue a leitura!

Temperaturas inadequadas

Tanto o calor como o frio em excesso podem ser inimigos dos bons resultados nos mais variados ambientes de trabalho, seja em escritórios, lojas ou grandes indústrias. 

Em estabelecimentos como academias, igrejas, bibliotecas e salas de estudo, a temperatura pode fazer total diferença na disposição das pessoas para as atividades propostas.

Empresários e profissionais das áreas de Recursos Humanos e Segurança do Trabalho têm voltado sua atenção para os termômetros para, assim, alcançar melhorias em seus índices de produtividade — especialmente em locais com grande número de profissionais, como as indústrias.

Afinal, a temperatura e até a umidade do seu ambiente industrial são fatores muito importantes para o bem-estar e para a produtividade no ambiente de trabalho!

A temperatura ideal para o ambiente

Quando somos expostos a temperaturas muito altas, é natural que sintamos sonolência, cansaço e moleza. 

Essas são respostas de defesa do nosso organismo, pois o calor aumenta o gasto de energia e, com isso, o corpo busca o repouso como forma de não se desgastar em excesso.

Isso vai reduzir a produtividade dos seus funcionários e ainda pode causar riscos para a segurança do trabalho na sua indústria.

O excesso de calor pode causar perigos grandes em sua indústria e até mesmo problemas de saúde em seus funcionários, como exaustão, cãibras, desidratação, entre outros.

Em temperaturas excessivamente frias, por outro lado, a resposta cerebral é a distração. 

Nesse caso, a tendência é que fiquemos mais dispersos e desatentos, o que definitivamente afeta a produtividade no trabalho.

Sabendo dos problemas que temperaturas inadequadas podem causar, equilíbrio é a palavra-chave quando pensamos na temperatura ideal para o local de trabalho.

Como tanto as temperaturas elevadas quanto as excessivamente baixas afetam o clima empresarial em termos de eficiência e de harmonia entre os funcionários, é preciso encontrar um meio termo que agrade friorentos e calorentos.

Climatização e produtividade no trabalho

Atualmente, diversos fatores ambientes provocam uma certa instabilidade climática. Os verões parecem cada vez mais quentes, enquanto os invernos são inconstantes.

Sem poder contar com a natureza nesse sentido, o ideal é investir na climatização dos locais de trabalho. 

Dessa forma, os rendimentos da indústria não estarão sujeitos às mudanças naturais na temperatura — que, muitas vezes, varia drasticamente em um único dia.

Dentre as opções disponíveis no mercado, algumas não apresentam um custo-benefício interessante e, por exemplo, consomem muita energia ou não são capazes de regular a temperatura adequadamente.

Por isso, a melhor alternativa são os climatizadores: além do baixo consumo elétrico, eles possibilitam a renovação do ar e deixam o ambiente agradável e confortável.

Lembra que falamos que a temperatura ideal para a produtividade no trabalho é aquela amena, nem baixa nem alta demais? 

Pois já foi comprovado que ambientes de trabalho com temperatura média em torno dos 25°C apresentam menos erros por parte dos profissionais.

Isso é tão importante que até faz parte da legislação.

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) determina que uma temperatura confortável é obrigatória nos locais de trabalho.

A Norma Regulamentadora de Ergonomia, pertencente à CLT, sugere uma temperatura ideal entre 20 e 23ºC.

Considerando que a temperatura natural não segue regras – ainda mais em uma indústria, onde o maquinário pode elevar muito a temperatura – é preciso levar em conta opções de climatização.

Você pode pensar em opções como ar condicionados ou mesmo exaustores – que possuem diferentes variedades para cada tipo de aplicação.

Isso garante um aumento na produtividade, um bem-estar geral para os seus funcionários e ainda uma melhoria na segurança de trabalho da sua indústria – poupando possíveis gastos muito maiores.

Entre em contato com a ClimaBrisa para conhecer as melhores opções de climatização industria disponíveis! 

Garanta que a temperatura só influencie positivamente a produtividade da sua indústria. Vem com a gente!

Quais os perigos da exposição ao calor no ambiente industrial?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *