O verão brasileiro é, normalmente, caracterizado por temperaturas bastante elevadas. E embora seja uma das estações mais aguardadas, também causa impactos negativos na produtividade da nossa força de trabalho.

Com o intenso calor, aumentam também a incidência de fraquezas musculares e a desmotivação causada pelo desconforto, conforme alerta a própria Organização das Nações Unidas (ONU). Quando a temperatura passa dos 30°C, a produtividade no trabalho cai quase 10%. Acima dos 35%, a queda é ainda maior: 20%.

Para evitar prejuízos no seu negócio, veja a seguir como não deixar a produtividade no trabalho cair ao longo do verão.

Permita o uso de roupas mais leves no trabalho

É muito comum que as roupas utilizadas no trabalho sejam mais formais, muitas vezes incluindo calças, paletós e tecidos mais nobres e mais pesados. Porém, no verão, esses tipos de roupa podem causar desconforto térmico e um aumento excessivo da temperatura corpora. E aí, o resultado você já sabe qual é: perda de produtividade.

Por isso, vale a pena considerar a possibilidade de permitir o uso de roupas mais leves na sua empresa, seja uma indústria, comércio ou de serviços. Bermudas, camisas mais leves e sapatos mais descontraídos podem fazer parte do código de vestimenta especial para os dias mais quentes.

Para não causar qualquer tipo de problema, é importante restringir o uso dessas peças para os dias em que a temperatura estiver mais alta, além de determinar limites sobre comprimento, modelos e formas.

Trabalhadores que precisam utilizar equipamentos de segurança, entretanto, devem manter as roupas indicadas para assegurar a sua proteção durante a execução do trabalho.

Estimule a hidratação constante

Durante o verão, é muito comum ouvir sobre casos de pessoas e até animais que ficaram desidratados. Como o corpo sua mais do que o normal nessa época do ano, a falta de reposição de líquidos pode levar a casos graves de desidratação. E, além de oferecer riscos à saúde do trabalhador, esse quadro também compromete a produtividade.

Assim, é muito importante estimular a hidratação constante por parte dos funcionários. Para facilitar, o ideal é oferecer uma boa quantidade de água fresca sempre disponível para quem está no escritório.

Também vale a pena oferecer sucos e bebidas que ajudem a repor vitaminas e sais minerais. Algumas empresas, inclusive, oferecem picolés e sorvetes nessa época do ano, mantendo o frescor e também a hidratação.

Considere a possibilidade de mudar horários e jornadas

Outra opção é adaptar horários e jornadas, evitando os horários mais quentes do verão. Se o horário de almoço normalmente vai do meio-dia a 1 da tarde, por exemplo, pode ser melhor oferecer horário de almoço de onze horas ao meio-dia, evitando que as pessoas se exponham ao sol nos momentos mais quentes.

Você também pode alternar o horário das tarefas delegadas aos funcionários. Um vendedor, por exemplo, pode ser designado para se encontrar com um cliente no final da tarde em vez de fazê-lo logo após o almoço, que é quando as temperaturas estão mais elevadas.

Em alguns casos, as empresas também adotam políticas de home office para alguns dias da semana, melhorando a produtividade de maneira geral.

Ofereça pausas para descanso

O calor em excesso tende a fazer com que o corpo tenha que realizar mais esforço, mesmo para a realização das atividades mais simples. Isso gera uma perda maior de energia, o que leva a níveis maiores de cansaço. Como resultado, a produtividade cai.

Por isso, na época mais quente do ano, vale a pena oferecer mais pausas para descanso. O ideal é que elas sejam de dez ou quinze minutos a cada hora ou a cada uma hora e meia de trabalho. E se os funcionários precisarem realizar tarefas braçais que exijam muito esforço, as pausas devem ser ainda mais frequentes.

Por mais que isso pareça uma medida antiprodutividade, os descansos farão com que os funcionários fiquem mais dispostos e mais focados na realização das suas tarefas e, assim, consigam melhores resultados.

Se possível, o ideal é criar um ambiente de convivência e descanso que seja fresco e confortável. Além de permitir a manutenção dos níveis de produtividade, isso ainda vai estimular a colaboração entre a equipe, mesmo quando houver pausas no trabalho.

Diminua a entrada de sol no ambiente de trabalho

Quanto mais o sol entrar no espaço mais difícil vai ser manter o lugar termicamente agradável, especialmente nos horários de pico. Por isso, o ideal é restringir, o máximo possível, a entrada de luz solar no ambiente de trabalho.

Em escritórios muito envidraçados, por exemplo, você pode utilizar toldos e/ou cortinas ou persianas que ajudem a limitar a quantidade de luz solar que chega ao ambiente.

Entretanto, tome cuidado para não criar um ambiente sem ventilação, que se transforme em uma verdadeira estufa. O ideal é que o ar circule ar por todo os espaços, sem que o sol, entretanto, incida diretamente no local.

Cuide da temperatura do ambiente

Naturalmente, a melhor forma de combater o calor no ambiente de trabalho ainda é controlando a temperatura do ambiente. Em geral, as opções mais usadas são o ventilador ou o ar-condicionado. Isso, entretanto, não é a medida mais efetiva.

Um ventilador só faz o ar quente circular e um ar-condicionado sem manutenção pode elevar o risco de doenças respiratórias. Além de tudo, são duas opções que consomem muita energia elétrica.

A escolha certa é o climatizador de ar, que reduz a temperatura do ambiente, utilizando água resfriada, além de ser capaz de aumentar a umidade do ambiente, tornando-o mais confortável. De quebra, gera economia de energia, fazendo com que seja mais simples trabalhar durante o verão.

Outra vantagem dessa solução é que ela permite e aproveita a circulação de ar. E melhor: o climatizador não exige que as salas fiquem fechadas e, assim, contribui para que não haja acúmulo de microrganismos no ar, por exemplo.

Mas atenção: para contar com todos esses benefícios, é fundamental contratar uma empresa especializada em climatizadores, que vai elaborar o projeto adequado para o tamanho do ambiente de trabalho e para a quantidade de pessoas que circulam pelos espaços.

Com essas medidas simples, você vai conseguir manter os níveis de produtividade mesmo quando a temperatura subir no verão. Além de tudo, a saúde da equipe de trabalho vai ficar 100%, gerando motivação e bons resultados.

Gostou deste post? Você conhece outras medidas que podem ajudar a manter a produtividade no trabalho? Então compartilhe, deixando aqui o seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *