O resfriamento evaporativo é uma alternativa ao ar condicionado comum que tem mostrado diversos benefícios, tanto no que diz respeito ao seu funcionamento como às consequências para a saúde e para o meio ambiente.

O ar condicionado é muito eficiente na climatização e muito necessário em quase todo o Brasil, dado o seu clima tropical, e mesmo as regiões mais frias também registram épocas bem quentes. Mas isso traz alguns problemas, como o ressecamento do ambiente, que ainda é agravado no inverno, estação naturalmente mais seca.

Quais os problemas causados pelo ar condicionado?

O ar frio e seco provoca irritação no nariz e na garganta. Como o ar condicionado requer ambientes fechados, ele favorece a proliferação de vírus, bactérias, ácaros e fungos, pois limita a circulação do ar. Além disso, o choque térmico provocado pela mudança brusca de temperatura pode causar coriza, taquicardia, paralisia facial e, em casos extremos, até parada cardíaca.

O que são os climatizadores evaporativos?

Climatizadores evaporativos são equipamentos que se utilizam da evaporação da água como mecanismo de controle de temperatura. Para evaporar, a água precisa absorver calor do ambiente e, por consequência, reduz a temperatura do meio.

O equipamento é formado basicamente por:

  • Um ventilador;
  • Um reservatório de água;
  • Uma bomba;
  • Um painel evaporativo, também chamado de colmeia, formado por folhas de papel kraft de alta qualidade.

Como funciona o resfriamento evaporativo?

A bomba leva a água do reservatório ao topo do painel (colmeia), fazendo-a escorrer por todo o painel, que fica molhado. Uma canaleta ajuda na distribuição da água uniformemente pelo painel.

Localizado pouco à frente do painel, o ventilador puxa o ar quente que, ao passar pelo painel, evapora a água e reduz sua temperatura, fazendo com que ele volte resfriado ao ambiente. Quando a água não evaporada cai de volta no reservatório, ela é novamente evaporada e puxada para a parte superior do painel, continuando o ciclo. Uma boia, equivalente às usadas em caixas d’água, é útil para manter o nível do reservatório constante.

Qual a temperatura que ele produz?

Ao contrário do ar condicionado comum, com um climatizador evaporativo, a temperatura final não é definida pelo equipamento. Ela depende, principalmente das condições do ambiente ao redor.

Existe algo chamado saturação do ar, que é a capacidade que o ar tem de absorver vapor de água. O ar seco tem sua capacidade de saturação mais ampliada, ou seja, ele precisa de mais umidade no ar — presença de vapor de água — para se saturar.

Você já sabe como funciona o climatizador evaporativo, agora imagine que, num ambiente seco, o ar tem maior poder de ceder calor à água, para que ela evapore. Isso significa que ele volta mais frio ao ambiente, dado sua maior capacidade de saturação.

Assim, em ambientes secos e quentes, com umidade relativa do ar em torno de 30%, uma temperatura de 37ºC pode ser reduzida em 11ºC.

Do contrário, nos ambientes úmidos, o ar já saturado de vapor de água não tem tanto potencial para provocar a evaporação da água do climatizador, e tem uma menor redução de temperatura. Por isso, nesses ambientes — dependendo da temperatura —, a redução fica entre 2,5ºC e 3ºC.

Quais as vantagens do climatizador evaporativo?

O sistema de resfriamento evaporativo possui diversas vantagens, dentre as quais é possível citar:

  • Ele não lança gotículas d’água no ambiente, podendo ser usado em quase todos os tipos de ambiente;
  • Promove a renovação e limpeza do ar, além de umidificá-lo, o que é um benefício para pessoas que possuem alergias respiratórias e vivem em climas secos;
  • Tem baixo consumo e custo de manutenção, chegando a gastar 90% menos energia que um ar-condicionado;
  • Contribui para a sustentabilidade pois, além do baixo consumo, o painel evaporativo é reciclável, por ser feito de papel;
  • Não necessita de ambientes fechados.

Como o controle da temperatura influencia na produtividade?

A climatização, em fazendas de gado leiteiro, aumentou a produção de leite em 9,6%. O resfriamento de ambiente para as vacas leiteiras faz com que descansem mais, ficando menos estressadas e produzam mais.

Esse exemplo de aumento de produtividade é semelhante ao verificado ao nosso redor. As pessoas são menos produtivas em ambientes com temperaturas extremas, tanto para o frio quanto para o calor. Criar um ambiente confortável para os funcionários aumenta a produtividade. O baixo nível de ruído desse sistema também ajuda a diminuir o estresse. Em indústrias, o excesso de calor pode provocar desidratação, cãibras e exaustão.

Em academias, a climatização melhora a respiração dos clientes, pois umidifica o ambiente ao invés de ressecá-lo, como faz o ar-condicionado. Por não necessitar de ambientes fechados, também evita os choques térmicos, pois não diminui extremamente a temperatura.

Nas lojas, um ambiente climatizado contribui para aumentar as vendas. Numa loja de roupas por exemplo, o cliente se sentirá mais confortável em experimentar várias peças se a temperatura estiver amena, não suando a cada troca. Outro motivo é que não é preciso manter fechadas as portas de seu estabelecimento, o que é mais convidativo que deixá-las fechadas devido ao ar condicionado.

Quais os cuidados com a instalação do climatizador evaporativo?

Apesar do sistema de resfriamento evaporativo não ter restrições quanto ao tipo de ambiente, alguns cuidados precisam ser tomados para a instalação e manutenção dos climatizadores.

Um dos erros mais comuns é achar que seu resfriamento funciona como o de um ar condicionado. Seu principal objetivo é oferecer uma sensação térmica confortável e ar renovado constantemente.

Antes de instalar o sistema, você deve contratar um engenheiro especialista em projetos de resfriamento. Um projeto mal feito ou um equipamento dimensionado incorretamente não atinge os resultados esperados, e isso geralmente faz com que a culpa recaia erroneamente sobre a solução evaporativa.

Um dos pontos mais importantes — talvez o principal — para se pensar no projeto, é que, para o sistema evaporativo funcionar eficientemente, o ambiente deve conter saídas de ar, como janelas, portas ou exaustores e elas devem ser compatíveis com a vazão de entrada. O ideal é que o climatizador seja embutido na parede, para puxar o ar externo, fazendo-o circular em todo o local e depois sair. Se o ambiente for totalmente fechado, o único efeito será o aumento da umidade.

O clima úmido atrapalha o funcionamento do sistema evaporativo?

Outro erro é achar que cidades litorâneas, consideradas naturalmente úmidas, não são apropriadas ao uso do sistema evaporativo. A umidade é um fator determinante para a eficiência do sistema, mas a temperatura também: quanto maior ela for, mais umidade o ar consegue reter, o que faz o sistema funcionar perfeitamente.

Deve-se também prestar atenção no reservatório de água. Caso esteja mal vedado, ele se torna propício à reprodução de mosquitos. Ao desligar o sistema, é preciso secar o painel com um ventilador. A umidade favorece o desenvolvimento de fungos e bactérias, que invadem o interior do ambiente.

Para saber mais detalhes sobre o resfriamento evaporativo, leia esse artigo que explica seu funcionamento em nosso blog e tire todas as suas dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *